Blogger Template by Blogcrowds.

Trovadorismo - Introdução


Trovadorismo
Período entre os séculos XII e XV que engloba toda a produção literária portuguesa. Na poesia destacam-se as Canções e na prosa as Novelas de Cavalaria.
Vale ressaltar que no século XI era a época das Canções de Gesta, de tradição oral que contavam as histórias de guerras nos séculos VIII e IX (Império Carolíngio). A mais conhecida é a Chanson de Roland (Canção de Rolando  1.100 d.C.). Essas canções de Gesta tiveram forte influência e muitas das vezes serviram como base para as Novelas de Cavalaria.
No final da Idade Média a religiosidade era elemento marcante, o maior temor da humanidade era a possibilidade de ir para o inferno o que torna o homem submisso à Igreja e seus representantes.
São comuns as procissões, as construções de templos religiosos, tudo gira em torno de Deus, época do Teocentrismo (Deus é o centro de tudo), as artes são influenciadas por esse conceito. Na sociedade, vemos que as relações se dão da seguinte maneira: os senhores feudais tem poder absoluto sobre seus servos e vassalos, existe um enorme distanciamento entre as classes e é visível a superioridade de uma sobre a outra.
Nesse cenário aparece a figura do Trovador  que era quem compunha as poesias e melodias das cantigas, todas as poesias eram cantadas acompanhadas por instrumentos como alaúde, cítaraa, flauta, harpa, entre outros e o trovador tinha origem nobre.
As cantigas eram cantadas em idioma galego-português e dividiam-se em dois tipos: Líricas (Cantigas de amor e de amigo) e Satíricas (Cantigas de Escárnio e Mal-dizer), para a literatura as Cantigas Líricas tinham um maior potencial pois foram a base da poesia Lírica portuguesa e até mesmo brasileira.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Início